11/04/2017

Resenha - O Leão de Wall Street

Autora: Juliana Dantas
Ano: 2016
Gênero: Romance
Páginas: 316
Editora: Independente
Onde comprar: Amazon
#euleionacional 
Avaliação: 3/5

Formato: Ebook


Redes Sociais:


Fanpage
Instagram

Sinopse:


A estudante de jornalismo Emma Jones tinha dez minutos para entrevistar o bilionário da bolsa de valores conhecido como Leão de Wall Street.
Seriam apenas dez minutos. Que bastariam para mudar toda a sua vida.mudar toda a sua vida.

RESENHA


Emma se mudou para Nova York para fazer sua faculdade de jornalismo, esta nela apenas para agradar seus pais, pois queria mesmo era ser professora de literatura. Mas agora chegando na reta final do estágio no jornal New York Morning, tem a missão de entrevistar Liam Hunter, isso será difícil já que ele é o Leão de Wall Street. Chegando no seu império, ela já fica apreensiva pois perdeu a coletiva e viu que poderia perder o estágio e ainda por cima esbarra em um cara super mal-educado, e milagrosamente consegue 10 minutos na sala do Leão que na verdade era o chato que esbarrou mais cedo. Esses 10 minutos vai mudar a vida de ambos.

Liam é um homem extremamente frio e fechado, quando queria uma coisa ia até o fim para consegui-la. Isso explica o fato de ter se tornado um bilionário tão cedo e ser temido por todos. Teve um passado extremamente sofrido, que lhe causa pesadelos. Isso fez com que usasse uma capa de proteção. Que ameaça se rachar ao ver Emma em sua sala.

Emma quando se depara com Liam fica apreensiva ao perceber que é ele o Leão de Wall Street e o mal-educado que esbarrou nela. Tentava esboçar alguma palavra mais não conseguia, suas mãos tremiam e fica com o coração acelerado, com o medo de não fazer a entrevista e pelas sensações que Liam lhe causava e quando ele pareceu investir para cima dela, simplesmente se entregou.

Aí vem o ponto que me deixou pasma, ela é uma estagiária e não tinha experiência com entrevistas, e o seu chefe Matt a incumbiu de realiza-la. Chegando lá atrasada e por sorte consegue fazer uma exclusiva com o maior bilionário, ao invés de se mostrar uma mulher poderosa e que sabe o que esta fazendo, ela se deixa levar pelos "jogos de sedução" dele. 

Ele vai atrás dela e ela como sempre vai ao seu chamado. Não acreditava que um homem com ele se interessaria por ela, mas jovem e inexperiente. Com ele Emma vai se tornar mulher em todos os sentidos e também vai praticar sadomasoquismo, mas não irão seguir de fato as regras da prática, já que Liam Hunter não segue regras de ninguém. 

Quando Emma chega na sua vida, ele sente que cada vez mais perde o controle dela. Ela o desarma e mostra a ele que pode ser feliz e abrir seus sentimentos para ela. Que nunca o abandonaria e estaria ali para apoia-lo sempre. E nesse processo de conhecer o porque de Liam ser assim, ela conta com a ajuda de Ethan, faz tudo de Liam, que será um amigo muito especial para Emma e vai alerta-la para que tenha paciência com Liam, ele conhece seu passado e sabe que apesar da rigidez, ele é um homem bom.

Mas como nem tudo são flores, Zoe sua amiga e com quem vivia, namora há anos com Jackson, sonhando com o dia do casamento. Era fascinada por roupas e maquiagens, e quando viu que Emma que nunca namorou e se dedicava aos livros, estava com um namorado como Liam sentiu uma pontada de inveja dela. Eram presentes e joias caríssimas que chegavam e quando desabafou tudo que sentia, elas brigaram muito. Uma era o oposto total da outra, com valores diferentes e me irritou um pouco o fato de Zoe sempre dá pitaco na vida dela, creio que faltou um pouco de limites nessa amizade.

Como namorada de Liam terá que aprender a andar bem arrumada e com o simples fato que, se quisesse nunca mais precisaria trabalhar. Isso não a agrada nenhum pouco, pois quer ter seu próprio dinheiro e fazer algo útil, me deixou mais aliviada. Então conhece Samantha uma jornalista que lhe propõe uma vaga no seu portal e a oferta é ótima até saber que trabalharia com Tristan.  O que trará fortes emoções na reta final. 

O enredo em si é contado sob a visão de Emma, creio que por isso fiquei com certa implicância em certas atitudes dela e algumas de Liam justamente por não saber como tudo era visto sob sua visão. Na terceira parte do livro que entendemos que isso não se trata de dominador ou submissa, mandona ou mandão ou vice e versa, ambos são completamente apaixonados um pelo outro, mas usava o sexo como escudo de proteção para não se entregarem totalmente.

Eu recomendo a leitura para quem tem a mente aberta e que não seja uma pessoa que julga facilmente. Pois é preciso entender o enredo em si, ler até o fim e claro cada um vai ter sua opinião. Mas você pode concordar ou não com as atitudes do casal, até mesmo eles se julgam diferente. Eu no decorrer da leitura achei que seria parecido com 50 tons, lá em cima quando cito o sadomasoquismo você pode pensar é a mesma coisa. Pois não já que o Liam não segue regras como Grey. Suas ações e atitudes eram reflexos de uma passado que o moldou desse maneira e ele já é bom, Emma só vem para fazê-lo melhorar de vez. ❤

34 comentários:

  1. Oi Rackel! Eu gosto de romances erótico e pelo o que vc fala o enredo parece ser muito bom. O fato do protagonista ser diferente do Grey já me deixa bem curiosa! Fiquei com vontade de ler <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Fico feliz que tenha entendido a resenha. Bjos ❤

      Excluir
  2. Entendo bem de amizades sem limites, sempre nos leva a brigas. Interessei nesse enredo, resenha ótima, vou anotar a dica beijos

    Taynara Mello
    http://www.indicarlivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Ela passou um pouco, mas foi por falta de limites da Emma. Bjos ❤

      Excluir
  3. Resenha bacana. Não faz muito o meu tipo de leitura, mas é sempre bom conhecer outros livros de autores nacionais para indicar aos colegas.
    Abraços
    Blog do Ben Oliveira

    ResponderExcluir
  4. Oi Rackel, sua linda, tudo bem?
    O início é parecido com cinquenta tons(estagiária, fazendo entrevista, risos....), eu gosto muito de histórias com esse tipo de drama, em que o personagem tem um trauma no passado e ela acaba curando-o. Acho lindo. Só não curto essa parte de sadomasoquismo, mesmo que ele cumpra as regras. Para quem não se incomoda, parece uma boa leitura. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rackel!
    Eu senti mesmo uma vibes de 50 tons mesmo nesse livro... Não sei se iria curtir muuuito a leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
  6. Olá Rackel
    Também achei que tem uma pegada de 50 tons (entrevista, estagiária, empresário poderoso, sadomasoquismo, trauma do passado), mas como você diz estão em um contexto diferente e os personagens secundários tem uma pegada original.
    Vou anotar a dica.
    Ótima resenha.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Rackel,
    Achei bem interessante, já quero ler! Bjus
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  8. Oi, Rackel. Assim que comecei a ler a resenha, pensei Ixi, outro 50 tons. Eu até gosto dessa pegada de mocinho que se esconde atrás de uma couraça fria e a mocinha que vai ajudá-lo e etc, mas é tãaao passado e tão clichê que eu nem me animo mais de ler história assim.
    Beijo! Blog Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  9. Todo esse papo de ela ser uma estagiária inexperiente e ainda assim ser mandada pelo chefe pra fazer a entrevista, além de se apaixonar pelo cara, é tudo muito clichê que convence pouco. Sei que não iria curtir a leitura, mas fico feliz por você ter admirado a obra!


    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Diante das características do livro e do enredo acredito que não seria o momento de eu ler, ainda sim não descarto a ideia. O livro parece bom.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, Rackel! Tudo bem?
    Gostei bastante da sua resenha, mas devo confessar que a história me pareceu bem clichê se relacionarmos com outras do mesmo gênero. E, para ser honesto esse clima mais new adult não faz muito meu estilo. Porém, acredito que para quem goste e tenha mente aberta, como você mesma citou, será uma boa ou até mesmo excelente leitura.

    Até mais. http://www.estupefaca.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Rackel!
    Eu gosto muito de romance, ainda mais aqueles que trazem pegadas mais diferentes e inesperadas, ainda que se mantenham muito firmes na realidade. Porém achei o livro extremamente parecido com 50 tons, mesmo com o seu alerta no fim. A premissa toda me parece um tanto quanto batida e eu realmente estou cheia de mocinho frios com um passado sombrio que são resgatados pela mocinha disposta a ama-los. :/ Não acho que vai ser uma leitura que eu farei.

    bjs
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
  13. Gostei da resenha Rackel, mas não leria o livro. Por mais que você saliente que ele não seja tão parecido com Cinquenta Tons de Cinza, infelizmente essa foi a sensação que me causou e confesso que estou fugindo um pouquinho dos livros deste gênero. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, Rackel.
    Quando vi esse livro na postagem de parceria achei muito parecido com 50 tons hehe. E continuo achando hehe. Acho que não leria. Não curto muito esse tipo de livro.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  15. Parece uma história emblemática e bem interessante :)

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá Rackel, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas amei a resenha.
    Olha, só lendo a resenha, vi várias semelhanças com "50 tons", mas isso não é nenhum problema para mim. Então vou procura-lo, pois fiquei curiosa.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Que bom que gostou, muito obrigada ❤❤❤❤

      Excluir